Intervenção de António Neto Brandão - 50 anos do III Congresso da Oposição Democrática
1 de Abri de 2023

O 3.o Congresso da Oposição Democrática, realizado na cidade de Aveiro, de 4 a 8 de Abril de 1973, foi um marco histórico na luta que o povo português vinha travando contra o regime autoritário do «Estado Novo» nascido da insurreição militar de 28 de Maio de 1926.

Concebido a priori com a finalidade de elaborar um diagnóstico crítico da realidade portuguesa, de dinamizar a atividade democrática por todo o país e de definir as linhas de atuação democrática, o 3.o Congresso da Oposição Democrática não só logrou atingir os objetivos que se propusera como veio a constituir, pela ampla participação popular conseguida, pelas repercussões a nível nacional e internacional resultantes, um marco indelével na longa e penosa caminhada do povo português em prol da sua libertação.

Print Friendly, PDF & Email

Intervenção de Ana Sofia Ferreira - 50 anos do III Congresso da Oposição Democrática
1 de Abril de 2023

 

O 3º Congresso da Oposição Democrática, realizado na cidade de Aveiro, em Abril de 1973, foi um ponto de viragem na vida política nacional, e estimulou os princípios do MFA e a própria Revolução de Abril. Comemorar hoje os 50 anos do 3º Congresso da Oposição Democrática significa também relembrar a resistência antifascista, a revolução de Abril e a construção da democracia.

Mas, não podemos falar do II Congresso sem referirmos os dois anteriores e a própria conjuntura política e social em que este decorreu.

Print Friendly, PDF & Email

Intervenção do Comandante Simões Teles - 50 anos do III Congresso da Oposição Democrática
1 de Abril de 2023

Bento de Jesus Caraça escreveu (citamos):
O poder revolucionário duma ideia mede-se (…) pelo grau em que ela interpreta as aspirações gerais, dadas as circunstâncias do momento em que actua.

O 3º Congresso da Oposição Democrática foi revolucionário. A prova real é, primeiro, o Programa do Movimento das Forças Armadas ter colhido a inspiração nas principais teses aprovadas no Congresso e, segundo, a Constituição de Abril ser sua parente directa. O Programa do MFA constituiu a âncora que legitimou os governos provisórios e que deu suporte às negociações que puseram fim à guerra colonial, à realização das eleições para a Assembleia Constituinte em 1975 e à promulgação da Constituição em 2 de Abril de 1976.

Print Friendly, PDF & Email

Intervenção de Alberto Arons de Carvalho - 50 anos do III Congresso da Oposição Democrática
1 de Abril de 2023

É bom que a memória nunca se apague!

Quero agradecer à União de Resistentes Antifascistas Portugueses, promotora desta evocação e homenagem aos que organizaram o 3º Congresso da Oposição Democrática, com qualidade e coragem, pelo contributo decisivo que deram no combate ao regime fascista, que então continuava ditatorial, repressivo, profundamente retrógrado e conservador, mas já fragilizado, sem qualquer legitimidade, apoio popular ou credibilidade.

Print Friendly, PDF & Email

Segue-nos no...

logo facebook

Campanha de fundos

URAP campanha quadradoContribui!
Sabe como.

Boletim

foto boletim

Faz-te sócio

ficha inscricao 2021Inscreve-te e actualiza a tua quota
Sabe como

Quem Somos

logotipo urap

A URAP foi fundada a 30 de Abril de 1976, reunindo nas suas fileiras um largo núcleo de antifascistas com intervenção destacada durante a ditadura fascista. Mas a sua luta antifascista vem de mais longe.
Ler mais...
União de Resistentes Antifascistas Portugueses - Av. João Paulo II, lote 540 – 2D Loja 2, Bairro do Condado, Marvila,1950-157, Lisboa