Intervenção do Comandante Simões Teles - 50 anos do III Congresso da Oposição Democrática
1 de Abril de 2023

Bento de Jesus Caraça escreveu (citamos):
O poder revolucionário duma ideia mede-se (…) pelo grau em que ela interpreta as aspirações gerais, dadas as circunstâncias do momento em que actua.

O 3º Congresso da Oposição Democrática foi revolucionário. A prova real é, primeiro, o Programa do Movimento das Forças Armadas ter colhido a inspiração nas principais teses aprovadas no Congresso e, segundo, a Constituição de Abril ser sua parente directa. O Programa do MFA constituiu a âncora que legitimou os governos provisórios e que deu suporte às negociações que puseram fim à guerra colonial, à realização das eleições para a Assembleia Constituinte em 1975 e à promulgação da Constituição em 2 de Abril de 1976.

Print Friendly, PDF & Email

Intervenção de Alberto Arons de Carvalho - 50 anos do III Congresso da Oposição Democrática
1 de Abril de 2023

É bom que a memória nunca se apague!

Quero agradecer à União de Resistentes Antifascistas Portugueses, promotora desta evocação e homenagem aos que organizaram o 3º Congresso da Oposição Democrática, com qualidade e coragem, pelo contributo decisivo que deram no combate ao regime fascista, que então continuava ditatorial, repressivo, profundamente retrógrado e conservador, mas já fragilizado, sem qualquer legitimidade, apoio popular ou credibilidade.

Print Friendly, PDF & Email

Intervenção de Carla Sousa - 50 anos do III Congresso da Oposição Democrática
1 de Abril de 2023

 

Tamanho foi o êxito do III Congresso da Oposição Democrática, realizado aqui, em Aveiro em Abril de 1973, apesar do clima de forte violência repressiva fascista, que veio a tornar-se num importante marco na política nacional e no caminho da luta antifascista que culminou em Abril de 1974. Representou uma enorme e fundamental vitória para as forças democráticas contra o fascismo e preconizou a força unitária das massas como o motor capaz de efetivamente fazer frente às forças opressoras.


Entre os que se envolveram no processo de construção do III Congresso estavam muitos, muitos jovens, alguns dos quais, 50 anos depois, aqui estão hoje. Para eles o nosso abraço e homenagem!

Print Friendly, PDF & Email

Intervenção de José Pedro Soares - 50 anos do III Congresso da Oposição Democrática
1 de Abril de 2023

Caras e caros membros da mesa,
Estimados familiares de democratas aveirenses que hoje homenageamos
Senhoras e senhores autarcas, membros de outras instituições e associações
Representantes do Partido Comunista Português e do Partido Socialista

Caras e caros companheiros e amigos,
Para assinalar os 50 anos do 3.º Congresso da Oposição Democrática, realizado de 4 a 8 de Abril de 1973, na cidade de Aveiro, a URAP decidiu realizar um conjunto de iniciativas, entre as quais este encontro evocativo e já no próximo dia 16 o espetáculo “a Cor da Liberdade”, no Teatro Aveirense.


Há 50 anos, desfeitas as ilusões marcelistas, assistia-se já em todo o país a um ascenso da atividade e da presença do Movimento de Oposição Democrática.
Crescia a contestação ao fascismo, os movimentos de jovens estudantes e de jovens trabalhadores assumiam maior dinâmica.

Print Friendly, PDF & Email

Intervenção de Vítor Dias - 50 anos do III Congresso da Oposição Democrática
1 de Abril de 2023, Aveiro

Boa tarde a todos, sejam bem-vindos a esta sessão promovida pela URAP em evocação dos 50 anos do 3º Congresso da Oposição Democrática que constituiu uma poderosa jornada de luta antifascista, uma valiosa realização unitária do movimento democrático e um assinalável contributo para o enfraquecimento da ditadura fascista e subsequente conquista da liberdade no glorioso e jamais esquecido 25 de Abril de 1974.


A este propósito, é justo recordar que o 3º Congresso não só não caiu do céu aos trambolhões em Abril de 1973 como, pelo contrário, é inseparável do vasto e rico património de análises, de iniciativas, de lutas e de avanços que as forças, correntes e personalidades democráticas promoveram em resposta à ascensão ao poder de Marcelo Caetano em Setembro de 1968 e às suas manobras demagógicas visando dividir e anestesiar o movimento antifascista.

Print Friendly, PDF & Email

Segue-nos no...

logo facebook

Campanha de fundos

URAP campanha quadradoContribui!
Sabe como.

Boletim

foto boletim

Faz-te sócio

ficha inscricao 2021Inscreve-te e actualiza a tua quota
Sabe como

Quem Somos

logotipo urap

A URAP foi fundada a 30 de Abril de 1976, reunindo nas suas fileiras um largo núcleo de antifascistas com intervenção destacada durante a ditadura fascista. Mas a sua luta antifascista vem de mais longe.
Ler mais...
União de Resistentes Antifascistas Portugueses - Av. João Paulo II, lote 540 – 2D Loja 2, Bairro do Condado, Marvila,1950-157, Lisboa